Now, this is a story all about how
my life got flipped-turned upside down.
And I´d like to take a minute, just sit right there!
I'll tell you how I became the prince
of a country called Bahrain.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Encontro com o bagageiro

Hoje fui entregar o meu CV nos principais Hotéis em Manama. Na minha 3ª paragem, para entregar o CV era necessário anexar uma ficha de aplicação que me deram...e la preenchi.
A mulherzinha deu-me o papel para a mão e disse que podia ir para a sala ao lado onde havia mesas e cadeiras para ser mais fácil.

Ao entrar na sala cruzei-me com um bagageiro super magro nos seus 40, que parecia que lhe restavam dias de vida (agora fui mau, mas é verdade). Ele cumprimentou-me com um "Good morning Sir" cheio de boas maneiras.

Passado 5 mins estava eu ainda a preencher o raio do papel que era super confuso porque metade da folha estava impressa com a escrita digamos, "normal/nossa", enquanto a outra as mesmas coisas escritas, mas em árabe.

Nisto o bagageiro aproximou-se. Como só estávamos praticamente nós na sala, ele meteu conversa comigo. Bastaram-nos poucas palavras para criar um "ambiente estranho"...

Ele - So sir, are looking for a hotel job sir?

Eu - Yes I am. Let´s see if I get lucky (eu com um sorriso na cara)

Ele - Where are you from sir?

Eu - Well, I´m from Portugal

Ele - From Portugal?

Eu - Yes...

Ele - Did you know that the Portuguese people killed my great, great, great, great grandfathers here in Bahrain? (com cara de poucos amigos)

Eu (depois de 5 segundos a olhar pra cara dele sem saber muito bem o que dizer) - Well, at that time the portuguese were killing lots of people (que coisa estupida para dizer)..mas redimi ao dizer - At that time in history lots of places were conquered and not only by the portuguese. I guess it was normal for people to die during it! .............Well I´m sorry, but there´s nothing I can do about that. (com cara de - o quê que queres que faça agora meu? que me sacrifique pelas maldades de Portugal?)

E pronto...criou-se um ambiente muito estranho. Lá me despachei a preencher e entregar a papelada para seguir para o hotel nº 4 antes que eu fosse encontrado decapitado passado umas horas.

Agora penso - seria bonito se fosse aceite para um trabalho naquele hotel. Já teria o meu primeiro inimigo. Sou mesmo conflituoso!



6 comentários:

Anónimo disse...

Oh Daniel k nd te aconteça, olha que aqui a tua família vai ai no nosso bus e esse senhor vê como os portugueses são :) Ah, e n diria que és conflituoso, diria antes TUDO TE ACONTECE DANI!!! Porque isso sim, é verdade :)

Angelik disse...

Ou se calhar até se tornava num grande amigo! Sabe-se lá!

Anónimo disse...

lolol... tu so te metes em confusao!!! :P


Abraço Deco...

Hugo Mac. disse...

ó pá..manda o bagageiro aki para o Cidnay, tamos a precisar..

Hugo Mac disse...

Em relação ás conquistas, nós descobrimos e conquistamos bué cenas..quanto mais um pedaço de areia que era o Bahrain na altura.lol! O barco dos Portugas deve ter encalhado naquilo..e pronto..teve que se matar meia duzia deles..velhos tempos..era a lei da sobrevivência..pena akilo não ser nosso, já tinhamos petroleo para os nossos carrinhos...o Peter já podia comprar o Volkswagen PIROCCO 200 CV..gasolina mais barata que água. Abraço Dani!

Bruno disse...

LOOOOL.... cuidado meu!!! poe te a brincar com os ramalás que eles dizem te....
inda pagas pelos teus antepassados!!! loool